top of page
  • Foto do escritorana neto

Benefícios da meditação



Os benefícios da meditação são imensos. São tantos que é difícil circunscrever os benefícios a uma determinada área.


A cada ano, mais e mais estudos são realizados para perceber o impacto das práticas meditativas na nossa saúde e todos os anos se comprova o quão maravilhosas são.


Podemos começar pelo que é mais conhecido e mais divulgado: a redução do stress.

O stress é conhecido como o pior inimigo do nosso sistema imunitário e, portanto, um dos nossos piores inimigos. O facto de a meditação contribuir para a sua redução torna-a uma grande aliada no que toca à nossa saúde.


Se houvesse apenas um benefício da meditação e ele fosse a redução do stress, já era uma óptima razão para a praticarmos todos dias, não é verdade?


A meditação promove a nossa saúde emocional ao contribuir para uma atitude mais aberta, mais positiva e mais tranquila. Há meditações específicas para nos estimular a compaixão e a gratidão, ajudando-nos a construir estruturas emocionais bastante sólidas.


Ao nível da saúde física, já mencionámos a questão do sistema imunitário, mas além disso, está provado que pessoas que meditam têm menos probabilidade de ter um ataque cardíaco.

O facto de aumentar a nossa auto-consciência permite que nos conheçamos melhor, analisemos melhor situações de conflito e os evitemos.

Melhora o nosso foco é atenção. A vida moderna é cheia de estímulos, sejam eles visuais, auditivos... nós estamos a todos os instantes a ser chamados ora às notificações dos nossos telemóveis ora a outros eventos do dia a dia e isso exige que a nossa mente esteja em todo o lado, aumentando o stress e contribuindo para um cérebro mais distraído. A meditação convida-nos a centrar a nossa consciência e a focar numa coisa de cada vez.

Meditar antes de dormir ajuda o corpo e a mente a relaxar, promovendo noites mais tranquilas e de sono mais profundo. Sabemos hoje o quão importante isso é para a manutenção décima memória saudável e na prevenção de doenças como o Alzheimer: a maneira como dormimos tem impacto no envelhecimento do cérebro pois é durante a noite que este faz a limpeza e armazena memórias.

Por último, a meditação ajuda na regulação da dor. Um estudo de 2012, revelou que a meditação ajudou na redução da dor, e já em 2019 um estudo demonstrou a relação entre práticas meditativas e a sensibilidade à dor.


Por isso, para o bem da tua saúde: medita!





13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page