top of page
  • Foto do escritorana neto

Ui! O quanto eu odeio planear aulas!

Eu admito, se há coisa que eu fazia com grande esforço era o planeamento das aulas.


Eu andava convencida de que podia criar uma lição nova todos os dias, só precisava montar a sequência das posturas, arranjar um tema e inventar um jogo novo para cada aula.

Quando a aula não funcionava, eu tentava um novo plano, dia após dia.


Passado algum tempo tive que admitir que essa não era, de todo, a melhor estratégia para ensinar Yoga aos mais pequenos.


Foi então que arranjei um método que venho partilhar convosco hoje:

1 - Criar uma estrutura de aula que funcione para toda e qualquer aula e ser fiel a ela.

2 - Usar livros e histórias que já conheço para grande parte da aula e ter um tema.




1 - Criar uma estrutura de aula que funcione para toda e qualquer aula e ser fiel a ela.


Este método tem a vantagem de me permitir mudar apenas uma pequena porção da estrutura, diariamente. Ele também me permite criar uma rotina e consistência que é benéfica para os alunos, prevenindo que comportamentos indesejados aconteçam.


Esta estrutura funciona da seguinte maneira:

  1. Entrar, descalçar e cumprimentar.

  2. Aquecimento.

  3. Respiração consciente e escuta activa.

  4. Aprendizagem de uma nova técnica de respiração ou actividade de atenção plena.

  5. História.

  6. Savasana.

  7. Agrupar, partilhar, arrumar e calçar.

Ter um template para as aulas é incrivelmente útil para reduzir a quantidade de tempo que dedicamos ao planeamento. Com ele só preciso mudar algumas coisas e ele funciona para qualquer tipo de aula, independentemente das idades.


Então e quando eles entram na sala cheios de energia e tudo o que eu tinha planeado vai ao ar? Não há qualquer problema... Quando isso acontece o que faço é ajustar a intensidade dos exercícios à energia deles: se não param quietos e não conseguem concentrar, então o aquecimento é rápido e intenso - isso permite que gastem essa energia toda e estejam prontos para o momento da respiração consciente.



2 - Usar livros e histórias que já conheço para grande parte da aula e ter um tema.


As histórias e a leitura são uma grande parte da educação. quando entrei pela primeira vez na sala onde iria decorrer o meu curso de Yoga para Crianças fiquei perplexa: 'Mas isto não vão ser aulas de Yoga? O que fazem aqui estas centenas de livros?'.


Com o decorrer do curso aprendi que certos livros e histórias são o elemento ideal para a estruturação de uma aula de Yoga. Contar-lhes a história enquanto os convido a realizar as posturas sem ter que, ao mesmo tempo, estar a criar uma história minha, torna tudo muito mais fácil e simples - já para não falar que, por vezes, a nossa disposição não no permite arranjar histórias super positivas ou que ensinem algo e, evitando o improviso, evitamos situações que não desejamos.


Criar as posturas que vão de encontro aos elementos da história é algo que as crianças adoram e fazem-no sem ser preciso os guiarmos - eu não lhes digo que postura fazer, deixo que a criatividade deles me diga a mim qual a postura ideal para aquele momento.


Deixo aqui 2 dos livros que mais gosto:


Então, o planeamento ficou mais simples com estas 2 dicas? Com pouco investimento, o tempo e o stress do planeamento de novas aulas fica muito mais fácil.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page