top of page
  • Foto do escritorana neto

Yoga kids: a importância de trabalhar a auto-estima

Fevereiro é o mês do Amor mas também do Carnaval, uma celebração que se pode transformar numa oportunidade para trabalhar a diversidade e a auto-expressão. Aliás, Fevereiro acaba por ser um mês rico para falar sobre a importância da auto-estima e do amor próprio.


Trabalhar a auto-estima com as crianças é de uma importância crucial pois contribui para o desenvolvimento da confiança, da auto-aceitação e, com isso, da sensação de segurança (tão importante na regulação do sistema nervoso).


Menino e menina fazendo sinal da paz com as maos
A auto-estima como tema deste mês

Deixamos aqui algumas ideias para trabalhar este tema:


Ensinar a reconhecer e dar valor às suas forças

podes guiar as crianças a identificar as suas habilidades e talentos, a refletir quando e como as usam, a notar e a celebrar quando as usarem.


É importante trazer esta consciência para esses momentos, incentivando-as a orgulharem-se do que trazem ao mundo e a valorizarem as suas características únicas.


Foi a pensar neste tipo de trabalho que criámos as cartas dos Super Poderes. Podes tu própria criar as tuas: fazes uma lista de diferentes qualidades positivas (coragem, bondade, etc.) e escreves uma por carta. Podes na própria carta ter algumas perguntas como "qual foi a última vez que usaste esta força?" e iniciar conversas a partir dessas perguntas. Para que o trabalho não se encerre nesta aula, convida-os a coleccionar momentos durante a semana e a trazer nas próximas aulas.


Incentivar a autenticidade

Podes incentivar a valorização da individualidade e convidar a que se expressem de forma autêntica. Podes convidá-los a refletir sobre essa autenticidade com exemplos da natureza. Podem trazer diferentes flores para a aula, diferentes pedras, etc. e conversar sobre como cada uma delas é bela à sua maneira.


Em turmas com diversidade cultural, pode ser interessante partilhar as características únicas de cada cultura, demonstrando como cada uma é interessante à sua maneira e como o pensar diferente traz oportunidade para aprendermos coisas novas uns com os outros.


Ensina a aceitar e lidar com os erros

Ajudar as crianças a entenderem que errar faz parte do processo de aprendizagem e que todos cometemos erros é uma lição extremamente útil para levar para o resto da vida.


Vivemos numa cultura de velocidade e perfeição. Perdemos a paciência facilmente e queremos tudo depressa e bem. No entanto, a vida não é naturalmente assim. Tudo leva o seu tempo e é preciso errar para aprender. Trazer para as aulas exemplos de como isso é norma e não excepção ajudará a criar expectativas de vida mais saudáveis.


Thomas Edison descobriu 10000 maneiras de como não construir uma lâmpada.


Incentiva-as a ver os erros como oportunidades de aprendizagem e a serem gentis consigo mesmas quando os cometem.


Incentiva o diálogo positivo

Mais importante do que cultivarem um diálogo interno positivo é ensinar a reconhecer e a desafiar os pensamentos negativos.


Exercícios de "growth mindset" são poderosos para este tipo de trabalho - temos alguns exemplos que podes usar para transformar este tipo de diálogo.

Se gostas desta temática e ainda não conheces o trabalho da Carol Dweck, convido-te a ler o livro Mindset.


Frases de growth mindset
Exemplos de transformações de diálogo

Incentiva-as a concentrarem-se nas qualidades positivas e a lembrarem e celebrarem os momentos de sucesso e realização.


Usa o Yoga

O yoga e a meditação são excelentes ferramentas para ajudar as crianças a desenvolverem a auto-estima e a confiança de que falamos aqui.


Asanas como a postura da Árvore ou do Guerreiro, e até a postura do Leão podem ser óptimas ferramentas para demonstrar a sua força, ajudando-as a sentirem-se mais confiantes e poderosas.


Ilustração da postura da árvore
Postura da árvore

Incentiva o auto-cuidado

Ajuda as crianças a compreenderem que cuidar de si mesmas é importante para a saúde e o bem-estar geral. Incentiva-as a terem uma alimentação saudável, dormir o suficiente, a fazer exercício físico e atividades que as façam sentir-se bem consigo mesmas.


Lembra-te de que trabalhar a auto-estima é um processo contínuo e que pode levar tempo. Para nós, adultos, é importante ter sempre presente que a paciência e o diálogo compassivo são extremamente importantes para que as crianças se sintam seguras quando tratamos estes temas.


Que exercícios usas tu para trabalhar a auto-estima?




195 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page